Pular para conteúdo
INSCREVA-SE NO CURSO GRATUITO SILHOUETTE!
INSCREVA-SE NO CURSO GRATUITO SILHOUETTE!
Cricut Joy - Unboxing e primeiro projeto

Cricut Joy - Unboxing e primeiro projeto

Olá mais uma vez!

hoje vou falar um pouco da Cricut Joy, a máquina de corte mais pequena da Cricut. 

Quando abrimos a caixa primeira coisa que vemos é a máquina propriamente dita. Parece um brinquedo de tão pequenina. Temos também o cabo de alimentação para a Europa, o alimentador, um envelope de boas-vindas, e por último temos ainda uma caneta.

No envelope encontramos um guia de início rápido, onde temos os três primeiros passos que tem de ser feitos para ligar a vossa máquina.

Temos também um pouco de vinil de recorte para testes e um tapete de corte.  Por último temos as normas de segurança e mais manuais.

A Cricut lançou há algum tempo o que se chamam de Smart Materials, que são materiais que tem a mesma largura do tapetes, neste caso da Joy mas também existem para as outras máquinas Cricut, e que podem trabalhar diretamente na máquina sem a necessidade de tapete.

O tapete que vem com a máquina é de aderência média e mede 4,5x6,5 polegadas (11,4x166,5cm) mas depois podem ser adquiridos à parte tapetes mais compridos de 4,5x12 polegadas (11,4x30,5cm) em aderência normal (verde) em leve (azul) para papéis mais finos.

Para acedermos à lâmina, basta abrir a máquina, destravar o grampo e retirar o suporte de lâmina. Para trocarmos a lâmina propriamente dita carregamos em cima para ela sair e puxamos. Estas lâminas podem ser adquiridas à parte.

Para colocar de volta basta deixar cair o suporte de lâmina e trancar o grampo.

Podemos trabalhar diretamente com canetas. Temos de nos certificar que são as canetas que dizem Cricut Joy. Para usar basta retirar a lâmina, e é só deixar cair a caneta e fechar o grampo.

Em relação a ligações, Joy é bastante simples uma vez que funciona apenas por Bluetooth com o vosso computador, telemóvel ou tablet.  Tem apenas a ligação do cabo de alimentação que vem do alimentador.

O primeiro teste foi feito com vinil de recorte.

Abrimos o Design Space, que é a ferramenta onde trabalhos os nossos desenhos e depois de escolhermos uma frase e acertamos o tamanho pretendido,  vamos enviar para corte.

Tal como as outras máquinas de corte da Cricut, se escolhermos bem as nossas definições, o software divide os cortes pelo nosso material automaticamente.

Usamos neste teste um Smart Material, que não precisa de tapete, e enviámos o trabalho.

Confesso que fiquei bastante impressionado com a qualidade da máquina que embora pequena, é muito robusta. E não se deixe enganar pela largura porque ela pode rolos de até seis metros. Além disso tem um sistema automático que mantém o nosso material direito, contrabalançando ao entrar.

Quando o corte chegou ao fim, o nosso vinil está pronto para descascar, que não é mais do que tirar as partes do vinil que não nos interessam.

Fizemos também um projeto onde usámos a caneta. 

Escolhi um design com linhas para caneta e corte.

Escrevi algum texto para personalizar o trabalho, e um tipo de letra própria para caneta. Desde que se mantenha o trabalho organizado, e para isso temos de definir bem lo que vai escrever e cortar, a Cricut Joy faz o resto sozinha além de nos guiar durante todo o processo de carregar o material, mudar para caneta e trocar para a lâmina.

Adorei conhecer está máquina e fiquem atentas a mais videos e projetos que vou fazer com ela.

Artigo anterior Diferenças entre a Silhouette e a Cricut
Próximo artigo Máquina de Corte e Relevo Mini Sunlit
Liquid error: Error in tag 'section' - 'product' is not a valid section type Liquid error: Error in tag 'section' - 'product-recommendations' is not a valid section type